Mobilidade Inteligente

Um dos grandes desafios das cidades é reduzir o tempo de deslocamento das pessoas para o trabalho, lazer e outras atividades pessoais. O trânsito é um grande ofensor de produtividade e de gastos desnecessários de tempo, combustível e poluição do ar, obrigando os gestores das cidades a investirem em estruturas viárias mais complexas, como viadutos e alargamento de vias públicas, ao invés de direcionar esses investimentos para a saúde, educação, segurança, cultura e lazer da população. Felizmente, a tecnologia está ajudando as pessoas a minimizar os efeitos do trânsito descobrindo rotas mais livres entre dois pontos. O aplicativo móvel Waze é um exemplo, traçando rotas mais rápidas entre dois pontos, dinamicamente, através de informações de outras pessoas. Esses aplicativos, usando a velocidade média dos motoristas medida usando seus smartphones, oferecem mais inteligência às cidades.

A introdução de mais sensores nas principais vias, associando com a previsão do tempo e eventos especiais nas cidades (jogos de futebol, concertos musicais, manifestações populares, etc.) podem redefinir rotas das cidades, dinamicamente, sem a necessidade de grandes investimentos dos órgãos de planejamento e controle de trânsito municipais e estaduais. Basta para isso que cada motorista esteja conectado aos aplicativos e seguir suas orientações de rotas.

Esses aplicativos, inicialmente projetados para motoristas, podem ser utilizados por usuários de serviços de transporte público para conhecer o congestionamento das rotas dos ônibus, prevendo o tempo de percurso e o horário que chegada do ônibus no ponto de mais próximo. Essas informações, reduzem o tempo de espera no ponto de ônibus, reduzindo a exposição dos usuários ao clima e a violência urbana.

Os ônibus intermunicipais da região metropolitana de São Paulo possuem dispositivos de geoposicionamento e através de um aplicativo gratuito da EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos – é possível visualizar a distância aproximada entre o ônibus e a localização do usuário, além de fornecer informações de rotas, horários das linhas de ônibus.

Ainda existem aplicativos que incentivam a carona solidaria, adotada por algumas empresas e alunos de escolas, reduzindo o número de carros nas ruas, melhorando a fluidez do trânsito, redução de emissão de CO2 e despesas com transporte das pessoas que compartilham o carro.

As empresas podem ser incentivadas a introduzir horários flexíveis de trabalho e seus empregados podem monitorar o melhor momento para sair e retornar de casa, podendo usar o tempo que seria desperdiçado em outras atividades, como esporte e leitura.

Uma importante vantagem para os governos municipais é que podem dispor desses serviços sem nenhum investimento público. Entretanto, podem aumentar o volume de informações para esses aplicativos, com dados sobre previsão de obras viárias, manutenção de ativos públicos, eventos públicos, etc.

Os agentes públicos podem utilizar as informações desses aplicativos para reconfigurar os semáforos inteligentes para aumentar a fluidez do trânsito, automaticamente.

Enfim, a colaboração entre empresários digitais, cidadãos e agentes públicos podem melhorar a mobilidade das pessoas, reduzir investimentos de infraestrutura viária, aumentar a produtividade das pessoas, reduzir a emissão de gases de efeito estufa entre outras vantagens.

Deixe uma resposta